Shimizu Agro
Conheça-as-estratégias-de-aplicação-de-fertilizantes-e-veja-qual-é-a-melhor-para-a-sua-lavoura-

Todo mundo sabe que um bom adubo é fundamental para que as plantas cresçam de forma saudável e produtiva. Afinal, esses produtos suprem a demanda nutricional dos vegetais, que muitas vezes não têm à disposição no solo todos os elementos de que precisam para se desenvolver. Mas você sabia que existem várias estratégias para a aplicação de fertilizantes?

Quando pensamos em adubação, logo imaginamos os fertilizantes sólidos, geralmente misturados à terra no momento do plantio ou aplicados ao redor das plantas durante o seu desenvolvimento. Mas além dos adubos sólidos, existem outros tipos de fertilizantes e, mesmo eles, podem ser aplicados de maneiras diferentes dessa, que é a mais tradicional.

A escolha do tipo de aplicação de fertilizantes depende de muitos fatores, como a espécie cultivada, a necessidade de nutrientes, os equipamentos disponíveis ao agricultor e o tipo do produto. E para ajudar você a entender melhor as estratégias de aplicação, nós vamos falar sobre cada uma delas neste artigo. Acompanhe e saiba como otimizar a adubação na sua propriedade!

Aplicação de fertilizantes por semeadura

Essa estratégia de aplicação de fertilizantes ocorre durante o plantio, na etapa de semeadura. Nesse caso, os adubos granulados são depositados no solo pouco abaixo das sementes, nos mesmos sulcos em que elas são colocadas. Isso garante que o solo possa oferecer os nutrientes necessários para as plantas no estágio inicial de crescimento, o que torna o seu desenvolvimento mais rápido.

A técnica de aplicação por semeadura é indicada principalmente para solos com necessidade de fósforo, um nutriente fundamental para o crescimento dos vegetais e que precisa ser depositado perto das raízes das plantas. Nessa estratégia, o uso de equipamentos que fazem a distribuição de sementes e adubos de modo conjunto facilita o processo de adubação e semeadura.

Aplicação pneumática de fertilizantes

A aplicação pneumática de fertilizantes é feita com o auxílio de equipamentos próprios para isso, que distribuem uma quantidade uniforme do produto pelas linhas de plantio. Para isso, o agricultor deve depositar o adubo sólido no tanque da máquina e manobrar o equipamento pela lavoura. Ao acionar a adubação, cada tubulação lança o fertilizante em uma linha individual.

Essa é uma boa estratégia para culturas em que existe um espaçamento maior entre as linhas, como a cana-de-açúcar, o que torna a adubação eficiente. Além disso, a aplicação pneumática também promove um aproveitamento melhor do produto, já que ele é depositado mais perto das raízes, o que favorece a absorção pelo solo e evita o desperdício.

Aplicação de fertilizantes a lanço

Na aplicação de fertilizantes a lanço, o produto é colocado em discos giratórios de máquinas próprias para isso. Ao passar pela lavoura, esses equipamentos espalham o produto por uma faixa de terra de modo superficial. Essa técnica pode ser feita antes da germinação das sementes ou em estágios em que a planta já esteja mais desenvolvida, o que chamamos de aplicação em cobertura.

Essa estratégia permite fazer aplicações de fertilizantes ao longo do ciclo de vida da planta, aspecto importante para um desenvolvimento saudável. No entanto, essa não é a técnica mais indicada em se tratando da adubação com fósforo, já que esse nutriente precisa ser depositado perto das raízes, o que não funciona tão bem em uma aplicação superficial como essa.

Aplicação foliar de fertilizantes

A aplicação foliar utiliza fertilizantes líquidos, próprios para essa técnica. O adubo é misturado à água e pulverizado diretamente sobre as folhas e não no solo, como ocorre com os fertilizantes sólidos. A adubação foliar promove resultados melhores do que a adubação via solo quando é necessário suprir uma demanda nutricional da planta com mais rapidez ou em fases do crescimento da planta.

Isso porque as folhas conseguem absorver os nutrientes de forma mais rápida, principalmente em se tratando dos micronutrientes, que são essenciais para que as plantas produzam com qualidade. Vale ressaltar que, embora essa estratégia tenha muitos benefícios, não é indicado que o agricultor deixe de utilizar outros tipos de aplicação via solo.

Aplicação de fertilizantes por fertirrigação

A fertirrigação é uma técnica para aplicação de fertilizantes em que o adubo é misturado à água e transportado por meio do mesmo sistema utilizado na irrigação. Para isso, são usados fertilizantes líquidos, próprios para isso, ou sólidos diluídos em água ― nesse caso, é necessário garantir que o produto seja facilmente solúvel para não comprometer o sistema.

Essa estratégia abrange diversas técnicas, como o gotejamento e a microaspersão. A primeira é mais eficiente porque os gotejadores são posicionados na área de concentração das raízes, o que contribui para a eficiência do produto. Já a segunda funciona bem quando há um microaspersor por planta, facilitando também a absorção dos nutrientes por ela.

Como vimos, há muitos tipos de aplicação de fertilizantes que podem beneficiar a sua lavoura. A mais indicada depende da cultura, da necessidade de nutrientes e do tipo de adubo utilizado. Por isso, o ideal é consultar um profissional especializado para avaliar a sua necessidade. E se você precisar de fertilizantes, conte com Shimizu Fertilizantes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *